top of page

Árbitro assume homossexualidade: "Hora de dizer que sou gay"


O árbitro de futebol Tom Harald Hagen, da Noruega, decidiu enfrentar o preconceito do ambiente futebolístico e expor sua orientação sexual publicamente após apitar um jogo que teve caso de LGBTfobia.


“Chegou a hora de dizer que sou gay. Só coisas positivas virão disso. Para mim, sempre foi uma parte completamente natural da vida”, disse Harald ao jornal Glamdalen. Considerado um dos melhores da Noruega, o árbitro já atuou em competições internacionais, como Liga dos Campeões, Liga Europa e Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo.


O estalo para a revelação foi um episódio que teve que lidar no final de semana, quando apitava a partida entre Valerenga e Kristiansund, pela 22ª rodada do Campeonato Norueguês. Na ocasião, o atacante Flamur Kastrati, do Kristiansund, dirigiu ofensas homofóbicas ao técnico da equipe adversária, Dag-Eilev Fagermo.


“É o cúmulo da ironia eu ter apitado aquela partida. Talvez o jogador tenha dito isso por capricho, isso pode acontecer no futebol. Mas realmente temos que nos livrar dessas coisas”, comentou Harald.


Fagermo foi um dos que deu apoio ao juiz após a revelação. “Nem sempre gostei tanto dele como árbitro. Mas isto é impressionante e foi muito bem feito. Tenho muito respeito por ele”, declarou.

Fonte: (Revista FORUM)

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page