top of page

Sacerdote realiza casamentos gays e defende: "O que vale é o amor"


Reverendo da Igreja Anglicana de Santos, Sergio Ferreira, defende que casamento deve ser realizado baseado no amor e na fé, e não no gênero. "Se os dois se amam e vem pedir a benção de Deus, mais direito tem eles de receber do que eu de dar. Primeiro porque sempre existiram casais homoafetivos e porque acredito ser importante ressaltarmos qualquer manifestação de amor, uma vez que essa é a mensagem principal de Jesus Cristo e estamos vivendo um momento de muito ódio", disse Ferreira. 


Sergio explica que o preconceito dentro do âmbito religioso impede que a comunidade LGBT se aproxime da igreja. "É preciso ter uma real conversão a Jesus Cristo, porque ele não prega o ódio. Por isso, não acreditamos que ser gay seja um pecado. Essa é a pessoa e temos que aceitá-la. Isso não te faz pior do que ninguém", destaca.


Acreditando na importância da igualdade, ele também realiza um trabalho social com jovens homossexuais em situação de risco, que estão sendo expulsos de casa ou em situações de conflito. "É importante que eles entendam que não são uma abominação. A maior dificuldade que temos é de trazê-los para a igreja, porque já apanharam e sofreram muito por ela. Então busco orientá-los", relata.


Fonte: Isabella Lima (G1 Santos)

0 visualização0 comentário

コメント


bottom of page